Esboços e troços

Esboço sou de uma era,

Em que tudo era,

Pintado de todas as cores que o mundo tem….

Que longínqua primavera!

Esses verdes anos de quimera!

Em que a vontade não nos contém…

Tristes lágrimas e fé,

A tristeza,o conhecimento,

Na verdade os dissabores,

Desaires, desamores,

São só dores de crescimento!

E na minha pequenez eu rogo,

Por um pouco mais de sapiência,

Eu jogo, todas as fichas na

Lucidez,

No pensar, no agir

Na acção e na sã consciência…

Pureza…

No amar, e em todo um sentir,

Numa existencial sensatez!

Com compaixão e calma,

Nutre o âmago do ser…

Oh verdes anos,

Em que achamos,

que nada nos pode deter!

Fui tempestade, tentei ser bonança,

Hoje azul, gélida e fria,

Até sinto saudades da bizarria,

Daqueles dias,com muita esperança…

Klarah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s