Um novo ano… Uma nova folha em branco!

A transição para um novo ano…

  • Uma época repleta de reflexões, místicas e superstições.

Para uns, mais uma fuga, para outros só mais uma ruga ou sinal de esperança renovada para tantos outros.

Algumas pessoas rogam por saúde, outras por fama, outros aspiram acima de tudo á prosperidade financeira.

Para todos, no entanto, os anos continuam a correr e com o acumular dos mesmos a noção da própria mortalidade.

E laçadas ao sentimento de urgência…

A esperança, a cadência, o realizar dos desejos.. a luminescência de novos vôos, novos beijos…

Acima de tudo encontremos a paz.

O ciclo da vida sempre nos ganhará, mas não iremos embora sem dar luta.

Faz o que fores capaz. E depois faz mais.

E depois repete.

Façamos pontes de amor, e não muros de ódio,

Enalteçamos o esforço e não o ócio,

Praticar a paz de espírito e o perdão,

A ser justo, com tolerância e compaixão.

Com o peito cheio que entusiasmo nostálgico,

Esta época nos remete á lembrança do direito e poder que temos de sonhar,

Em sermos melhores, em termos mais, no potencial de executarmos a vida mais eficazmente.

De querermos portanto deixar para trás o ano obsoleto e os adjacentes velhos hábitos,

Erguendo novas possibilidades, e projetos,

Desafios enriquecedores e quiçá planos mais concretos.

Desafia-nos a rescrever as linhas,

A crescer. A ser mais. A sentir mais. A perceber mais.

Sermos nós mesmos sem medo, assumidamente diferentes e divergentes dos ademais.

O derradeiro desafio ao ser é não termos medo. De ousar, de arriscar, de tentar, de sermos nós mesmos em poética harmonia.

Plenitude

Não teremos medo de falhar, de expressarmos sentimentos, de termos confiança para exprimirmos uma opinião ou defendermos uma causa de nossa crença.

Plenitude

A derradeira resposta seria não termos medo de viver.

Sofrer e morrer, serão dados hiper adquiridos.

A felicidade não.

Temos que correr por ela.

Sorrir por ela. Espalhá-la.

Dançar com ela. Aceitar recebê-la.

Criando novos momentos.

Só esses atravessarão a eternidade!

Klarah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s