Um dia talvez…

Um dia talvez… Reaprendamos o significado de sermos  humanos.Sejamos mais coracão e menos ego.Sejamos mais ouvintes e lúcidos e não meros ecos..Com respeito, defendermos o que está certo! Um dia talvez… Possamos colorir mais o mundo,Nutrir as almas de esperança,Focar no essencial,Não superficial,no profundo… Um dia talvez…Provemos o mel depois do fel,Tiremos os sonhos do…

Jamais serás forte

Jamais serás forte… Se não atravessares a escuridão das trevas.Se fores temeroso, entrando assim em modo de auto-sabotagem, afastando-te dessa forma, do teu propósito final. E qual esse propósito? Esse mesmo! O objectivo comum a todos nós, A felicidade! Que palavra, sensação, sentimento! A mente humana poderá ter por vezes a inocente ilusão de que…

Absorvidos

No ar uma energia petulante Que nos arrepia e quebra calmas Cada palavra é poesia hipnotizante Que nos envolve e conforta as almas! Pergunto ao luar Se contemplamos as mesmas estrelas Pergunto ao destino Se um dia seremos nós apenas! Absorvidos,numa ânsia que nos eleva Que em mim se velam o carinho e o desejo…

Ela…

Ela é de aço,mas ela é singela! A sua aura é feita de espaços, Galáxias,rosas,abraços… Mas ninguém se doa como ela! Ela não é só uma mulher, É um sentimento, uma vibração Uma força,um firmamento,um bordão, A lucidez, numa descompassada canção Nenhuma intempérie lhe causará um estilhaço Numa energia que contraria o cansaço Ela caminha…

Auto da purga

Fecho a janela, devagar … A todo o influxo de medos… uma despedida, nada dolorida Que não carrega quaisquer segredos… E para os pensamentos, Que batiam como torpedos, Para velhos tormentos e infindos sentimentos Descobri o analgésico, O teu sorriso Metafísico, intrigante, quase etéreo Sinestésico, será a cura Puro amor A libertação que perdura Mesmo…

O tempo dos abraços

Numa noitesoberbamente belaOuve-se baixinhoem uma vielaUma sôfrega vozacapellaTão purae tão singelaNão sei que prantoscanta elaE nem que dorera aquelaMas não conseguindoesquecê-laCanta-a para se libertarde sua cela! Rogo aos céusmais um momentoPara sararmos as doresdestes tempos,Quantas vidas perdidasalmas esmorecidas,Tantos barcos sem norteEntregues à sua sorteTementes a morteCorações em cacosCom saudadeem mil pedaçosDo tempo sem máscarasdo tempo…

Manifesto da solidão

Vozes na minha cabeça sussurram palavras suicidas Arrastam-me para as profundidades da minha tenebrosa tomba A realidade. A volúpia de seus argumentos tentam-me fortemente, como a serpente que tentou Adão ao pecado. A solidão. De estar e de não estar. De querer e não ter. De acreditar e de não ser… Cobre meu rosto com…

Demasiado tarde

Que não haja miseração pelo meu suplício Criei-me assim Um mecânico rascunho sem fim O ponto final sem o princípio Eremita, fechada em reflexão Escrevo como se pintasse uma tela Pinto com as cores do coração Canto minhas dores acapella Porque minh’alma nasceu tão velha Porque nasci com os olhos abertos Tão alerta e crente…

O que de mim fizeste

Eu não serei O que de mim fizeste Trapo, gato sapato, e até sei… Que sou mais, do que alguma vez mereceste Um dia será o dia Quiçá hoje, amanhã talvez… Que não terás mais minha alegria Porque 1 dia, será a última vez! Falso amor que juraste A um coração altruísta e generoso Sem…

Em prol do sentir – desfado

Já vai alta a madrugada A cabeça cheia de tudo O coração tão cheio de nada Trago um nó cego na garganta E choro Um tiro á queima roupa na esperança A inquietude alastra-se, o sentimento desgasta-se, em dó maior o meu desfado… Bebo mais um trago de rosé, acendo outro cigarro… Analiso,o quão desgastante…

A porta

Caminhei vezes sem conta em direcção aquela porta… Cinzenta, imponente, morta… Ironia, pois seu ar não predizia, o que dentro dela residia. A plenitude, a mais elevada fasquia, o chamêgo, a virtude e o sossego… A verdade, o clímax perfeito da felicidade, A simbiose total entre duas almas, outrora estranhas,pois estalaram calmas, moveram montanhas… Ainda…

(Des)Amor

Tua boca mente, Os teus olhos acompanham E deles faço meu cárcere! Contam falácias, acordam memórias De uma história que tinha tudo para ser verdade Estou no chão Onde me largaste Nunca foi o teu forte, a piedade Sempre que passas pisas um pouco mais Cego pela malícia,surdo para os meus ais No âmago perdida…

Sobre mim

Detesto barulho. Detesto o fumo dos carros, a confusão e o caos citadinos. Não suporto mentiras, opressões, ficar calada perante a injustiça, pois constantemente sinto em mim as dores dos outros. Gosto da natureza. É no contacto com ela que me sinto mais perto de mim mesma. Numa floresta, no mar, numa montanha ou num…

Esboços e troços

Esboço sou de uma era, Em que tudo era, Pintado de todas as cores que o mundo tem…. Que longínqua primavera! Esses verdes anos de quimera! Em que a vontade não nos contém… Tristes lágrimas e fé, A tristeza,o conhecimento, Na verdade os dissabores, Desaires, desamores, São só dores de crescimento! E na minha pequenez…

Um novo ano… Uma nova folha em branco!

A transição para um novo ano… Uma época repleta de reflexões, místicas e superstições. Para uns, mais uma fuga, para outros só mais uma ruga ou sinal de esperança renovada para tantos outros. Algumas pessoas rogam por saúde, outras por fama, outros aspiram acima de tudo á prosperidade financeira. Para todos, no entanto, os anos…

Felicidade é seres tu

Questionei onde anda ela, A felicidade, Com o indivíduo vendendo a alma a granel Como um poster num bordel Ao diabo, sociedade. Escravocratas da imagem, Do politicamente e socialmente correto, No sermos aceites, ter uma estampa, dos estarmos em voga, de parecermos trampa, mas termos mil e um enfeites. Elucubrar nas mil e uma poções,…

O poder das palavras

Há uma expressão antiga que refere que “palavras, levam-nas o vento”… Na verdade, discordo. Apesar de perceber o contexto, que justifica a tolice de uns, as mentiras de outros, e a ignorância de outros tantos. Banalizando no entanto, o poderio das mesmas. Os pensamentos verbalizados ou nao, as palavras que proferimos ou as “conversações internas”…